Normal view MARC view ISBD view

Crítica da dimensão política da representação no romance pós-moderno e sua cumplicidade / Majda Bojić.

By: Bojić, Majda.
Material type: ArticleArticleSubject(s): crítica cúmplice; dimensão política do texto; romance pós - moderno; Foe, de J. M. CoetzeeOnline resources: Click here to access online In: Anais do XI Congresso Internacional da Associação Brasileira de Literatura ComparadaNitrini, Sandra (ur.)Summary: Este trabalho tem por objetivo refletir sobre a problematização da dimensão política da representação narrativa por parte dos romances pós-modernos, tendo porém em vista sua cumplicidade com as ideologias culturais que eles tentam pôr em questão. Segundo a opinião de Linda Hutcheon, o pós-moderno é politicamente ambivalente. A crítica pós-moderna coexiste com uma poderosa cumplicidade com a política que ela tenta desvelar, quando usa e abusa de estratégias de representação no processo de desnaturalização. Tendo como ponto de referência um texto do escritor sul-africano J. M. Coetzee, o romance Foe, publicado em 1986, indicaremos a força crítica dos textos pós-modernos para a desnaturalização das estratégias de representação. Interessará refletir sobre o teor de verdade e a repercussão dessa obra em particular junto a alguns de seus críticos.
Tags from this library: No tags from this library for this title. Log in to add tags.
No physical items for this record

Este trabalho tem por objetivo refletir sobre a problematização da dimensão política da representação narrativa por parte dos romances pós-modernos, tendo porém em vista sua
cumplicidade com as ideologias culturais que eles tentam pôr em questão. Segundo a opinião de Linda Hutcheon, o pós-moderno é politicamente ambivalente. A crítica pós-moderna coexiste com uma poderosa cumplicidade com a política que ela tenta desvelar, quando usa e abusa de
estratégias de representação no processo de desnaturalização.
Tendo como ponto de referência um texto do escritor sul-africano J. M. Coetzee, o romance Foe, publicado em 1986, indicaremos a força crítica dos textos pós-modernos para a desnaturalização das estratégias de representação. Interessará refletir sobre o teor de verdade e a repercussão dessa obra em
particular junto a alguns de seus críticos.

POR

There are no comments for this item.

Log in to your account to post a comment.

Powered by Koha

//